AFP
AFP

Ex-presidente do Barcelona diz que ida de Neymar ao PSG é ponte para Real Madrid

"Há rumores que o PSG seja um passo prévio para fechar com o Real Madrid. O tempo dirá"

Estadão Conteúdo

02 Março 2018 | 15h42

O ex-presidente do Barcelona Joan Laporta acha que Neymar foi jogar no Paris Saint-Germain para depois poder ir ao Real Madrid. A declaração foi dada nesta sexta-feira durante o Web Sport Congress, evento esportivo anual realizado em Barcelona.

+ Neymar chegará nesta sexta a Belo Horizonte e passará a noite em hospital

"Há rumores que o PSG seja um passo prévio para fechar com o Real Madrid. O tempo dirá", provocou o dirigente. Ele também acha que a saída do craque brasileiro do Barcelona foi equivocada e que Neymar deveria ter tido um pouco mais de paciência.

"Estava em um ponto e em uma idade em que ele queria ganhar uma Bola de Ouro. Então ele achou que deveria ir a um clube onde fosse referência. Eu teria recomendado que tivesse continuasse lado de Messi. Deveria esperar seu momento no Barcelona."

Na opinião do dirigente, apesar de estar em um clube diferente de Messi, Neymar nunca conseguirá superar o craque argentino. "Mesmo que jogue com ele ou não. Leo (Messi) é o melhor da história", prosseguiu.

Apesar das críticas, Laporta lamentou a lesão de Neymar e acredita que o Paris Saint-Germain sentirá muito sua falta, especialmente no duelo contra o Real Madrid, na terça-feira, em Paris, no jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões. "Fico triste que ele tenha se machucado. É um jogador importante para o PSG. Ficou mais complicado reverter a vantagem de 3 a 1."

Neymar será operado neste sábado, em Belo Horizonte, pelo médico Rodrigo Lasmar, da seleção brasileira, com a colocação de um pino para corrigir a fratura no quinto metatarso do pé direito. Ele se machucou na vitória do Paris Saint-Germain sobre o Olympique de Marselha, no último domingo, pelo Campeonato Francês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.