Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Ex-presidente José Carlos Peres é expulso do quadro de sócios do Santos

Comissão de Inquérito e Sindicância (CSI) afirma que o ex-mandatário fez uso indevido do cartão corporativo e autorizou a venda do atacante Marinho, quando se encontrava afastado do cargo de presidente

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2021 | 13h10

O Conselho Deliberativo do Santos expulsou o ex-presidente José Carlos Peres do quadro de sócios do clube. A decisão foi tomada durante uma reunião virtual realizada na noite desta segunda-feira. Segundo o relatório elaborado pela Comissão de Inquérito (CSI) e Sindicância do clube, Peres fez uso indevido do cartão corporativo e autorizou a venda do atacante Marinho, quando se encontrava afastado do cargo de presidente.  

Os dois atos justificam a expulsão do ex-mandatário do clube alvinegro. A decisão ocorre seis meses após seu impeachment ser aprovado. Peres ainda pode recorrer. Na reunião, além da expulsão do ex-mandatário, o Conselho Deliberativo reprovou mais uma vez as contas de 2020.

A reprovação, no entanto, não é definitiva. Orlando Rollo, que assumiu a presidência do Santos após o afastamento de Peres, e o próprio ex-presidente, devem dar exolicações ao Conselho. Caso a reprovação das contas seja mantida, Rollo e Peres podem ser punidos. 

O Santos volta a campo nesta terça-feira em partida decisiva da Libertadores. A equipe vai para o tudo ou nada diante do Barcelona, do Equador, na casa do adversário. Só a vitória interessa. Em caso de derrota, o time estará eliminado da competição. Além de vencer, a equipe ainda precisa torcer para um tropeço do Boca Juniors, que encara o The Strongest. Após garantir a vitória, o cenário ideal para o clube brasileiro é que as duas equipes empatem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.