Ina Fassbender/AFP
Ina Fassbender/AFP

Ex-técnico da Alemanha detona jogadores após vexame: 'Se escondam em casa por alguns dias'

Terceiro colocado com a seleção em 2006, Jurgen Klinsmann avalia como desastroso o tropeço para a Macedônia do Norte

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2021 | 15h20

Campeã da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, a seleção alemã está longe de viver seus dias de glória. O técnico alemão Jurgen Klinsmann criticou os jogadores, dizendo que eles têm de ficar quietos em suas casas por alguns dias depois da derrota por 2 a 1 para a Macedônia do Norte, nesta quarta-feira, pela Eliminatória Europeia.

A Alemanha, que não por acaso venceu o Mundial em quatro oportunidades, sofreu o primeiro tropeço em uma Eliminatória jogando em casa em 20 anos, contra oponentes que ocupam apenas a 65ª colocação entre as melhores seleções do mundo. Klinsmann, que foi técnico da equipe alemã no 3º lugar da Copa de 2006 e comandante dos Estados Unidos entre 2011 e 2016, disse que foi até bom que o revés não tenha tido a presença de torcedores.

"Eles teriam vaiado os jogadores fora de campo. Eu não tenho a menor dúvida disso", declarou Klinsmann, em entrevista à ESPN americana. "Imagine uma partida que vale classificação para a próxima Copa do Mundo com 60 ou 80 mil torcedores. E você vai lá e perde para a Macedônia do Norte. Para uma potência como a Alemanha, similar à Inglaterra, Itália ou Espanha, quando algo assim ocorre, o povo ficará sabendo disso."

"Mas eu aposto com você que amanhã, não haverá jogadores da seleção indo para a padaria ou para o açougue, pois eles ouvirão sobre este vexame em todos os lugares. Então, é melhor que se escondam em casa por alguns dias antes de sair às ruas de novo", acrescentou.

Jogando com todos os seus titulares, o time alemão dominou a maior parte do jogo contra a modesta equipe da Macedônia do Norte, mas pecou nas finalizações. Os visitantes foram mais eficientes e aproveitaram suas duas principais chances. No segundo tempo, ainda tiveram um pênalti não marcado. Atacante do Chelsea, Timo Werner foi criticado por Joachim Low, mas Klinsmann amenizou os ataques.

"Todos nós perdemos este tipo de situações, o problema é o momento quando você perde. É em um jogo que não vale muito? Às vezes você já tem um gol e perde algumas oportunidades, então não é grande coisa", avaliou Klinsmann. "Mas é uma classificatória para a Copa do Mundo, onde cada ponto importa, então quando você perde chances numa situação como essa, obviamente ele ficará frustrado consigo mesmo, ele provavelmente não dormirá esta noite", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.