Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Ex-técnico da Argentina diz só ter medo de Kaká

Alfio Basile acredita que meia brasileiro é o único em campo que tem condições de definir o resultado final

AE-AP, Agencia Estado

02 de setembro de 2009 | 11h53

Ao comentar o jogo entre Brasil e Argentina, no próximo sábado, em Rosário, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, o ex-técnico da seleção argentina Alfio Basile afirmou que o time brasileiro não é nada de outro mundo, mas pediu muito cuidado com o meia Kaká.

Veja também:

linkSeleção promete não rebater provocações da Argentina

linkMaradona sofre com série de lesões no elenco

linkArgentinos acampam por ingressos

Eliminatórias da Copa - tabela Classificação | lista Tabela 

especialELIMINATÓRIAS - Mais no canal especial

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"O único de quem eu tenho medo é o Kaká, porque ele sim pode ganhar uma partida", afirmou Basile, que hoje está no comando do Boca Juniors e deixou o cargo de técnico da Argentina em outubro do ano passado, após uma derrota de 1 a 0 para o Chile pelas Eliminatórias da Copa.

Basile ressaltou a força física de Kaká, famoso pelas suas arrancadas em direção ao gol. "Se Kaká coloca o corpo à frente, ninguém o segura mais", lembrou o treinador, com a experiência de quem já sofreu com uma das grandes jogadas da carreira do jogador do Real Madrid, enquanto comandava a seleção argentina.

Em amistoso disputado no dia 3 de setembro de 2006, em Londres, Kaká fechou a goleada de 3 a 0 da seleção de Dunga sobre os argentinos após partir com a bola do campo brasileiro, passar por três adversários e tocar na saída do goleiro Abbondanzieri para marcar um golaço.

Sobre a condição geral da seleção brasileira, Basile provocou ao dizer que se trata "de uma boa equipe, mas não uma grande equipe", acrescentando em seguida que aposta em uma vitória argentina no confronto de sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.