Ex-técnico da França detona craques

Sete meses depois de deixar o comando da seleção francesa, o técnico Jacques Santini deu uma entrevista explosiva em que acusa os jogadores pelo fracasso na competição - a França foi eliminada pela Grécia nas quartas-de-final. "Os jogadores faziam o que queriam, eles decidiam tudo o que era feito dentro da concentração."Santini reclamou principalmente dos jogadores mais experientes do grupo, como Zidane, Thuram, Desailly, Vieira e Lizarazu. Segundo ele, esses jogadores não faziam a menor questão de conversar com os mais jovens para tentar tornar o grupo mais unido. "Tive que lidar com duas gerações de jogadores no mesmo grupo. Todo dia eu pedia para os mais experientes conversarem com os mais novos, mas não acontecia nada."Ele também comentou a indisciplina de Trezeguet, que cuspiu em sua direção depois de ter sido sacado contra a Grécia. "A Federação o puniu por aquilo? Não. E Pires, que usava camisa de um concorrente da marca que veste a seleção? Tem jogador que acha que pode fazer o que quiser."

Agencia Estado,

20 de fevereiro de 2005 | 17h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.