Sascha Steinbach/EFE
Sascha Steinbach/EFE

Ex-técnico do Mönchengladbach assume Hamburgo com meta de recolocar time na elite

Dieter Hecking, de 54 anos, também já teve passagem pelo Wolfsburg

Redação, Estadão Conteúdo

29 de maio de 2019 | 12h30

Depois de liderar o Borussia Mönchengladbach por dois anos e meio e mais recentemente na campanha em que o time terminou o último Campeonato Alemão em quinto lugar, Dieter Hecking foi anunciado oficialmente nesta quarta-feira como novo técnico do Hamburgo. O treinador, que também já dirigiu o Wolfsburg, assumiu o cargo com a meta principal de recolocar o tradicional clube na elite do futebol da Alemanha.

Apresentado também nesta quarta como novo comandante do Hamburgo, Hecking conduziu o Mönchengladbach a uma vaga na próxima Liga Europa com a quinta posição no Campeonato Alemão, mas acabou sendo avisado pela direção do time que não teria o seu contrato renovado para a próxima temporada.

Único clube entre os fundadores da Bundesliga que ainda não havia sido rebaixado no Campeonato Alemão, o Hamburgo acabou caindo pela primeira vez à segunda divisão no ano passado, após 54 temporadas consecutivas na elite. E neste ciclo 2018/2019 acabou fracassando em sua tentativa de voltar ao primeiro escalão do futebol da Alemanha ao terminar a sua campanha na divisão de acesso apenas em quarto lugar.

Campeão europeu em 1983 e dono de seis títulos do Campeonato Alemão, além de outros três da Copa da Alemanha, o Hamburgo agora aposta as suas fichas em Hecking, de 54 anos, que é um dos mais experientes técnicos do país. Ele acumula 419 partidas como treinador na elite e outras 136 na segunda divisão.

O auge de sua carreira nesta função ocorreu quando esteve à frente do Wolfsburg, que ele dirigiu por três anos e levou ao título da Copa da Alemanha e ao vice-campeonato alemão na temporada 2014/2015.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.