Anthony Devlin/AFP
Anthony Devlin/AFP

Ex-técnico inglês é condenado a 30 anos por abusos contra menores

Barry Bennell havia sido considerado culpado de aproveitar de pelo menos 36 vítimas

Estadão Conteúdo

19 de fevereiro de 2018 | 15h38

Um ex-treinador da base de clubes ingleses foi condenado a 30 anos de prisão nesta segunda-feira por abusar sexualmente de jogadores menores de idade. Barry Bennell havia sido considerado culpado de se aproveitar da confiança de seus jovens comandados para cometer os crimes.

+ Ex-técnico é considerado culpado de 43 casos de abusos contra menores

Na semana passada, um tribunal em Liverpool definiu que Bennell era culpado de mais sete casos de abuso sexual contra menores, que se somavam aos 36 já considerados pela Corte da Coroa.

De acordo com os julgamentos realizados em Liverpool, Bennell é culpado de 43 casos de abusos contra 12 menores. Antes, o próprio ex-treinador havia admitido envolvimento em sete casos de assédio contra três jovens.

Responsável pelo veredicto, o juiz Clement Goldstone disse a Bennell que "seduzir" os garotos para "abusos humilhantes e degradantes" era "pura maldade". "Você era o demônio encarnado. Você roubou a infância deles para satisfazer suas próprias perversões", completou.

Os abusos de Bennell aconteceram quando ele trabalhava em clubes do noroeste da Inglaterra, como o Manchester City, entre 1979 e 1990. Por isso, o líder do Campeonato Inglês se manifestou sobre o julgamento. "Oferecemos nossa sincera compaixão a todas as vítimas pelas inimagináveis traumáticas experiências que atravessaram", disse na época.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.