Ex-volante da Copa de 86 assume a seleção olímpica argentina

Alfio Basile - técnico da seleção principal - não aceita o cargo e Sergio Batista assume a equipe sub-23

14 de janeiro de 2008 | 15h50

Ao contrário de Dunga, o técnico da seleção argentina, Alfio Basile, optou por não assumir o comando técnico da seleção olímpica, que defenderá sua medalha de ouro em Pequim, neste ano. A decisão foi anunciada pelo presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Julio Grondona, que também aproveitou para confirmar que a seleção será treinada pelo coordenador geral das seleções juvenis, Sergio Batista. "Já falamos com ele [Basile], porque tínhamos que ter uma posição o quanto antes, uma vez que temos jogos pelas Eliminatórias [à Copa de 2010] juntamente com os Jogos Olímpicos e não podíamos esperar por sua decisão", disse Grondona. Estranhamente, o site da Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) mostra que a Argentina não disputa partida alguma pelas Eliminatórias durante os Jogos Olímpicos de Pequim. De acordo com o calendário, a Argentina enfrentar o Equador no dia 14 de junho e no dia 17 diante do rival Brasil. Depois, volta a jogar somente no dia 6 de setembro, contra o Paraguai. Sergio Batista tem uma bela história com a seleção argentina, sendo campeão com ela na Copa do Mundo de 1986, além do vice em 1990.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.