ME Assessoria e Comunicação
ME Assessoria e Comunicação

Ex-zagueiro do São Paulo lidera time português rumo ao acesso à 1ª divisão

Hugo Gomes está perto de ajudar o Famalicão a voltar à primeira divisão portuguesa

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2019 | 19h54

A trajetória do zagueiro Hugo Gomes é um exemplo dos brasileiros que se destacam em clubes intermediários do futebol europeu. Revelado pelo São Paulo, o defensor de 24 anos defende o Famalicão, da segunda divisão portuguesa, e tem a chance de chegar à primeira divisão. Hoje, é o segundo colocado.

"A temporada atual tem sido muito boa. O clube está focado em subir e fazer uma boa campanha. O clube já está há anos na segunda liga. É o sonho da cidade. É um desafio, mas estamos tranquilos. Vamos conseguir nosso objetivo jogo a jogo", diz o zagueiro que é natural de Campo Grande (MS).

Gomes já atuou no futebol espanhol (Mallorca e Granada) e tem também uma passagem pelo Atlético Goianiense no ano passado. Comparado ao ex-zagueiro Diego Lugano, que hoje é superintendente de Relações Institucionais do São Paulo, o brasileiro se tornou um dos líderes da equipe portuguesa.

"Nenhuma hipótese pode ser descartada. Hoje, meu perfil se encaixa ao futebol europeu, mas não podemos deixar de avaliar outras oportunidades. O Brasil é o meu País, mas, no momento, não tenho intenção de voltar. Tudo depende das oportunidades e das portas que se abrirem", avalia. "Estou onde eu queria estar. Estou na Europa com a oportunidade de crescer. Não sou um atleta totalmente novo. Tenho 24 anos e já tenho alguma bagagem, sei que posso agregar ao clube". 

O técnico do Famalicão tem experiência no futebol brasileiro. Ele é Sergio Vieira, que trabalhou na Ferroviária e chegou a ser a sensação do Campeonato Paulista em 2016 após uma vitória sobre  o Palmeiras no Allianz Parque. O clube de Araraquara caiu de produção e lutou contra o rebaixamento, mas conseguiu se salvar. "Ele trouxe o jogo ofensivo e gosta de atacar de um jeito criativo, isso é evidente no nosso jogo. Procuramos jogadas de ataque para envolver o adversário. Essa é uma característica que vem com o nosso técnico e também com os brasileiros da equipe", avalia.

Fora de campo, Hugo se diferencia pelo gosto pela leitura, especialmente por temas políticos. Com o diploma de Educação Física da Universidade Europan Estácio de Sá em Cotia (SP), ele realizou o sonho da formação acadêmica. Mesmo à distância, o zagueiro acompanhou as eleições brasileiras bem de perto. "Sou engajado em política, gosto  de estudar e dos assuntos que envolvem Filosofia e Política", revela o zagueiro brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.