Washington Alves/Divulgação
Washington Alves/Divulgação

Exaltado por Joel Santana, Montillo minimiza artilharia do Campeonato Brasileiro

Argentino fez dois na vitória por 2 a 0 contra o Grêmio e já tem seis gols na competição

AE, Agência Estado

07 de julho de 2011 | 09h31

SETE LAGOAS - Com dois golaços, o argentino Montillo foi o grande destaque do Cruzeiro na vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio, na noite da última quarta-feira, em Sete Lagoas (MG). Por causa da bela atuação, o meio-campista assumiu a artilharia isolada do Campeonato Brasileiro, com seis gols, mas evitou se vangloriar pelo feito e dividiu os méritos de sua atuação com os companheiros.

"Fico contente pelo time, que está jogando bem. Hoje (quarta), um rival difícil, como o Grêmio, mas o Cruzeiro jogou bem de novo. (A artilharia) é uma consequência, pelas coisas que o time faz dentro de campo. Sempre falo que qualquer um fazendo os gols, o importante é ganhar. Quero lutar pelo título", afirmou Montillo, que marcou cinco gols nos últimos três jogos (dois contra o Coritiba, um diante do Vasco e mais dois sobre os gremistas).

Apesar de ser meio-campista, Montillo vem mostrando ter grande faro de artilheiro com a camisa do Cruzeiro. Ele já acumula 22 gols em 49 jogos pelo clube, sendo 15 deles apenas nesta temporada. E a boa fase do argentino foi exaltada pelo técnico Joel Santana após o confronto da última quarta.

"Jogador diferenciado. Além de organizar, além de ser um belo garçom, é um belo finalizador. Não é todo jogador que faz gols de bela qualidade técnica como os dois gols que fez hoje (quarta). Ele merece esses elogios do torcedor. É um jogador muito importante para nós", enfatizou o comandante, que acumula três vitórias em três jogos desde quando assumiu o lugar do demitido Cuca.

"Entendo que os jogadores foram muito bem, a torcida foi espetacular, incentivando e cantando. Quando se tem esse conjunto, o êxito aparece, apesar de ainda faltar entrosamento. Vencemos um time muito forte e experiente. E a nossa defesa novamente não sofreu gols, o que é importante", reforçou Joel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.