Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Exaltado por Muricy, Neymar se diz ainda fora de ritmo

Embora tenha feito três gols e dado o passe para outro na vitória por 4 a 1 sobre o Botafogo, na última quinta-feira à noite, em Ribeirão Preto, pela sexta rodada do Campeonato Paulista, Neymar afirmou que ainda não chegou ao estágio físico e técnico que espera atingir neste seu início de temporada com a camisa do Santos. O jogador já havia marcado na derrota por 2 a 1 para o Palmeiras, no clássico do último domingo, mas disse mirar uma evolução maior nas próximas partidas.

AE, Agência Estado

10 de fevereiro de 2012 | 09h14

"Eu ainda não me sinto no ritmo que quero estar. Tenho de jogar mais para ainda alcançar o nível máximo", enfatizou o jogador, que realizou na última quinta-feira apenas o seu terceiro jogo nesta temporada, pois voltou das férias mais tarde por ter disputado o Mundial de Clubes da Fifa, no final de dezembro.

Grande destaque da vitória santista, Neymar não esteve bem no primeiro tempo do confronto com o Botafogo, mas conseguiu fazer a diferença a partir dos 31 minutos do segundo tempo, quando empatou o jogo com um gol de cabeça. Dois minutos depois, o atacante virou o placar ao converter um pênalti sofrido por ele próprio. E, já nos acréscimos da etapa final, voltou a balançar as redes, antes de na sequência dar belo drible em um defensor e fazer a assistência para Felipe Anderson decretar o 4 a 1.

"O Santos tem de ser esse do segundo tempo, marcando e partindo para cima", ressaltou o atacante, que foi exaltado por Muricy Ramalho após o duelo desta quinta. O treinador admitiu que o jogador não rendeu o esperado no primeiro tempo, mas depois enalteceu que a genialidade do craque fez a diferença no segundo.

"O Neymar é isso, muda o jogo a qualquer momento. Ele não foi bem no primeiro tempo, perdeu muitas bolas, mas depois desequilibrou. Quando um jogador desse nível está em campo tudo pode acontecer, e ele mostrou isso esta noite. O técnico deposita sempre suas esperanças em jogadores como ele", ressaltou o comandante.

Muricy também elogiou a estreia do uruguaio Fucile, que será apresentado oficialmente apenas nesta sexta-feira como reforço do Santos. "Ele foi bem, pode jogar nas duas laterais", apontou o treinador, que colocou o atleta no lugar de Pará no intervalo do duelo contra o Botafogo. Contra o The Strongest, na próxima quarta-feira, na Bolívia, no primeiro jogo da equipe santista nesta Libertadores, o jogador do Uruguai deverá iniciar o confronto como titular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.