JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Luciano rompe ligamento e só volta ao Corinthians em 2016

Atacante vinha sendo destaque com gols nos últimos jogos

Estadão Conteúdo

20 Agosto 2015 | 12h24

Além da derrota por 2 a 0 para o rival Santos, a noite de quarta-feira reservou outra péssima notícia para o torcedor do Corinthians. Maior destaque da equipe nas últimas partidas, o atacante Luciano deixou o gramado após se lesionar sozinho na Vila. Nesta quinta, os exames médicos confirmaram o maior temor dos corintianos, e de tite também, e apontaram a ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito do jogador, que só voltará a atuar no ano que vem.

Luciano vinha de cinco gols marcados em três partidas quando, ainda no primeiro tempo do confronto na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil, tentou uma arrancada pela direita. Ao apoiar o pé direito no chão, caiu sentindo muitas dores. Ainda tentou continuar em campo, mas foi substituído minutos depois. O clube paulista se manifestou na manhã desta quinta e confirmou a lesão. Luciano precisará ser submetido a uma cirurgia na próxima quarta-feira. A preocupação é ainda maior porque a previsão é de seis a oito meses de afastamento. Caso o prazo mais pessimista se confirme, Luciano pode ficar fora até do Campeonato Paulista do ano que vem.

O atacante também vê as chances de disputar a Olimpíada do Rio, em 2016, ameaçadas. Ele havia sido convocado para a seleção olímpica que fará amistoso contra a França no próximo dia 8, mas só deverá voltar a atuar às vésperas dos Jogos do ano que vem no Rio.

No Corinthians, a ausência de Luciano criará uma grande dor de cabeça para o técnico Tite. Isso porque Vagner Love, que era o principal favorito a substituir Paolo Guerrero, contratato pelo Flamengo, vive péssima fase e não vinha sequer entrando nas partidas. Romero, que chegou a ser titular em alguns jogos, tem futuro indefinido no clube, enquanto Danilo, que poderia ser improvisado na função, também está longe de seu melhor momento. A outra opção é o jovem Gabriel Vasconcelos, de apenas 19, que ainda não estreou no time principal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.