Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Exame descarta lesão, mas Thiago Neves é dúvida no Cruzeiro para final

Meia precisou ser substituído durante segundo tempo da vitória contra o América

O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2017 | 13h26

O Cruzeiro ainda não sabe se poderá contar com Thiago Neves no primeiro jogo da decisão do Campeonato Mineiro contra o Atlético, no próximo domingo, no Mineirão, mas a informação inicial foi boa para o clube, afinal, os exames realizados pelo meia não detectaram qualquer lesão no joelho direito.

No último domingo, Thiago Neves precisou ser substituído durante o segundo tempo da vitória por 2 a 0 sobre o América, no Mineirão, por causa de dores no joelho. O meia iniciou tratamento com gelo ainda no estádio, sendo submetido nesta segunda-feira a exame de ressonância magnética.

O exame, porém, descartou qualquer lesão importante em Thiago Neves. O médico Sérgio Freire Júnior explicou que a presença do camisa 30 no clássico do próximo fim de semana dependerá da evolução das dores nos próximos dias.

"Optamos por realizar um exame de ressonância magnética do joelho direito do Thiago, por ele ter sofrido uma torção, um trauma, mas esse exame não mostrou nenhuma lesão importante. Desta forma, ele continua com o tratamento, já foi medicado, e sua liberação fica dependente apenas da melhora do quadro de dor. Agora, aguardamos a evolução nos próximos dias para vermos a programação de liberação do atleta", informou o médico.

Thiago Neves chegou ao clube como principal contratação do Cruzeiro para a temporada 2017. O meia demorou a deslanchar, tendo feito seu primeiro gol pelo clube em clássico exatamente contra o Atlético, no dia 1º de abril. Depois disso, marcou mais três vezes pelo time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.