Rubens Chiri /São Paulo
Rubens Chiri /São Paulo

Exame não aponta lesão, mas Hudson ainda é dúvida no São Paulo

Jogador foi substituído contra o Paraná com dores no joelho direito; Luan é principal aposta para domingo

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

23 Agosto 2018 | 16h35

O técnico Diego Aguirre ganhou uma boa notícia na tarde desta quinta-feira: o volante Hudson foi submetido a uma ressonância magnética que não detectou nenhuma lesão no joelho direito do jogador, substituído durante o empate do São Paulo em 1 a 1 com o Paraná, na noite da última quarta-feira, em Curitiba.

Apesar disso, ainda não há prazo para o titular do meio-campo tricolor ficar à disposição da comissão técnica. Segundo o clube informou por meio de nota, Hudson permanecerá em recuperação no Reffis até deixar de sentir dores no local. Ele acabou substituído no intervalo do confronto na Vila Capanema devido a um movimento de hiperextensão (quando o joelho é projetado para trás). No desembarque do time no Aeroporto de Congonhos, na capital paulista, nesta quinta, ele caminhava com certa dificuldade.

A tendência, caso ele não possa enfrentar o Ceará, domingo, às 11h, no Morumbi, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, é Aguirre dar nova oportunidade ao garoto Luan, de apenas 19 anos. Ele já participou de duas partidas no torneio: entrou no decorrer do clássico contra o Corinthians e foi titular diante do Cruzeiro, ocasião na qual formou dupla com Liziero, a mesma que disputou a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano. Luan foi formado nas categorias de base do clube.

Outras opções são Araruna ou Rodrigo Caio, que era volante antes de assumir a função de zagueiro no São Paulo. Vale lembrar que ele não joga desde abril, quando lesionou o pé esquerdo. Após passar por cirurgia em maio, perdeu espaço no time e só voltou a ser relacionado por Aguirre nas duas últimas partidas do Brasileiro.

Líder do Brasileirão, com 42 pontos, o São Paulo viu o Internacional encostar depois da última rodada. Os gaúchos somam 41. O terceiro na tabela é o Flamengo, que tem 37 e ainda joga nesta noite, diante do Vitória, no Rio.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.