Exames confirmam doping de Glauber

A contraprova do meia brasileiro Glauber, do Boavista, confirmou a presença de nandrolona na urina do jogador, detectada no primeiro exame realizado em outubro do ano passado, após a partida entre Boavista e Santa Clara, segundo informações do jornal português ?Récord?. Os exames detectaram um nível de nandrolona superior ao permitido, mas não ultrapassaram 9 nanogramas por mililitro de sangue, o que lhe renderá apenas 3 meses de suspensão.A Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que já tem em mãos os resultados dos exames, deve abrir um processo disciplinar contra Glauber.

Agencia Estado,

15 de janeiro de 2002 | 10h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.