Exames não detectam lesão muscular em Hulk

Resultados de ressonância magnética tranquilizam comissão técnica

Robson Morelli - Enviado especial, O Estado de S. Paulo

16 de junho de 2014 | 14h34

Os exames de ressonância magnética feitos em Hulk na manhã desta segunda-feira não acusaram nenhuma lesão muscular na parte posterior da coxa esquerda do jogador, de acordo com a CBF. A notícia tranquilizou a todos na seleção. O médico do Brasil, José Luiz Runco, esteve com o atacante no hospital São Carlos, na capital do Ceará.

"Não foi constatada nenhuma lesão muscular no atleta", informou o site da entidade.Hulk deixou o treino de domingo sentindo dores no local. Chegou a chorar no banco de reservas quando fazia um relato de sua dor para o médico Rodrigo Lasmar.

"Você sempre pensa o pior. Trabalha um ano todo para ajudar a seleção nesta Copa e agora acontece isso. Mas depois de falar com os médicos, fiquei mais tranquilo", disse Hulk, que viajou com o time para Fortaleza, mas que ainda depende de uma avaliação física para saber se será escalado por Felipão.

Provavelmente, isso não deverá acontecer. Hulk permanecerá em tratamento com o fisioterapeuta Luiz Rosan, que cuida do jogador desde domingo em tempo integral. Runco e Paulo Paixão farão uma nova avaliação no jogador na manhã desta terça, horas antes do jogo, para dar a informação ao treinador. Baseado nesse relato, Felipão decidirá o que fazer. As chances de Hulk jogar são pequenas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.