Executivo indiciado nos EUA por escândalo no futebol está no Brasil, diz advogado

O executivo brasileiro de transmissão de eventos esportivos José Margulies, acusado de facilitar subornos para dirigentes de futebol, voltou ao Brasil, onde está se preparando para lutar contra a extradição aos Estados Unidos por acusações de extorsão e fraude, disse seu advogado nesta terça-feira.

REUTERS

16 de junho de 2015 | 17h34

Margulies, de 75 anos, que é argentino naturalizado brasileiro, é um dos 14 acusados citados num inquérito de promotores norte-americanos divulgado em 27 de maio, que desestabilizou o mundo do futebol.

Um advogado brasileiro de Margulies, Jair Jaloreto, disse à Reuters em uma entrevista por telefone que seu cliente veio para o Brasil a partir da Alemanha há mais de uma semana. Ele declarou que Margulies não estava comentando as acusações norte-americanas.

(Reportagem de Brad Haynes)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTEMPRESARIOFIFABRASIL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.