Arquivo/AE
Arquivo/AE

Exigências da Fifa para Copa são exageradas, diz José Serra

Governador de São Paulo considera um exagero a obrigação de que o país-sede custeie a hospedagem

Carolina Freitas, Agencia Estado

08 de outubro de 2009 | 14h27

O governador de São Paulo, José Serra, classificou, nesta quinta-feira, como "exageradas" as exigências da Fifa para os países escolhidos para sediar uma Copa do Mundo. O Mundial foi tema da conversa de meia hora entre Serra e o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista. O país africano vai receber a Copa em 2010. O Brasil será sede em 2014.

Veja também:

link BNDES prepara financiamento para estádios privados

lista Todas as informações sobre a Copa 2014

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Nós concordamos que a Fifa tem feito exigências exageradas, na África do Sul e no Brasil", afirmou o governador, após o encontro. "A cada Copa aumentam os requerimentos." Serra deu como exemplo de exagero a obrigação de que o país-sede custeie a hospedagem de "centenas de integrantes" indicados pela entidade. "É uma série de exigências desproporcionais."

A Fifa já criticou publicamente o projeto de reforma do Estádio do Morumbi, apresentado pelo São Paulo para receber jogos da Copa do Mundo de 2014. E apesar das declarações de Joseph Blatter, presidente da entidade, e do secretário-geral Jerome Valcke, Serra acredita que o estádio do São Paulo será palco da abertura da Copa. "Estou confiante", afirmou.

Serra presenteou o presidente sul-africano com uma camiseta azul do Palmeiras, time do governador, e uma bola de futebol ecológica azul e branca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.