Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Experiente em clássicos, Fábio diz que bater Atlético-MG é importante ao Cruzeiro

Atleta do clube há 14 anos, goleiro acredita que vitória sobre o rival dá confiança no início da temporada

Redação, Estadão Conteúdo

25 de janeiro de 2019 | 12h53

A dois dias do primeiro clássico da temporada de 2019, os jogadores do Cruzeiro trabalharam bastante na manhã desta sexta-feira na Toca da Raposa II, em Belo Horizonte. Como o duelo contra o Atlético-MG, pela terceira rodada do Campeonato Mineiro, no estádio do Mineirão, será às 11 horas, o técnico Mano Menezes exigiu bastante dos atletas, que ainda estão em período de pré-temporada.

Só que o treinamento foi fechado para a imprensa, que não pôde acompanhar nem o aquecimento dos jogadores. Assim, o mistério se Thiago Neves fará a sua estreia em 2019 jogando ou no banco de reservas continua. O meia está recuperado de um estiramento na panturrilha direita, sofrida ainda na pré-temporada.

Antes da atividade, o goleiro Fábio, que disputa clássicos pelo Cruzeiro desde 2005, falou sobre a importância de se vencer o rival no começo da temporada, na qual as equipes ainda não tiveram o tempo de trabalho necessário para adquirir o ritmo ideal.

"É sempre importante vivenciar grandes jogos e o clássico é assim, uma rivalidade de muitos anos, que cresce sempre e nós prezamos isso. Você poder fazer o seu melhor para ajudar o Cruzeiro é muito importante e sair vitorioso é sempre um prazer especial. Esperamos neste domingo sobressair sobre o adversário para conseguirmos a vitória", disse o goleiro em entrevista coletiva.

"Já disputamos o clássico em vários momentos. Lembro que na reinauguração do Mineirão (em 2013) foi logo no início. E se você consegue a vitória dá confiança para a sequência da temporada. Apesar do pouco tempo de trabalho, as equipes vão procurar dar o máximo, mais na gana do que na técnica. É difícil jogar um clássico com tão pouco tempo de trabalho, mas temos de procurar fazer o melhor. Independentemente de jogar no horário quente, de ser início der temporada, temos de superar as dificuldades.", complementou Fábio.

Com 100% de aproveitamento nas duas primeiras rodadas, o Cruzeiro lidera o campeonato junto com o Tupynambás. Fábio sabe que a primeira colocação nesta primeira fase do Estadual pode ser decisiva. Dessa maneira, com a vantagem, a equipe conseguiu virar sobre o rival no ano passado para conquistar o título. "O histórico do campeão é quase sempre de quem faz a melhor campanha na primeira fase. Quem tem a vantagem com certeza fica mais perto do título. Vamos buscar terminar em primeiro, pois vai favorecer na reta final da competição. Se a gente puder abrir vantagem é sempre importante", afirmou.

Sobre os reforços para a temporada, Fábio foi taxativo ao falar que as contratações foram pontuais - chegaram os meias Rodriguinho e Marquinhos Gabriel, o lateral-esquerdo Dodô, o volante Jadson e o lateral-direito colombiano Luis Orejuela. O goleiro admitiu que a equipe continua forte, mas que é preciso mostrar essa força dentro de campo.

"Começo de temporada fica a dúvida no torcedor, que quer sempre uma equipe mais forte que a conseguiu êxito no ano anterior. E a gente quer isso também. Estamos trabalhando e também foram feitas contratações pontuais. No papel a equipe é forte, mas só se concretiza dentro de campo", comentou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.