'Expresso da Copa' leva 17 minutos do centro ao Itaquerão

Trem saiu da Estação da Luz e é planejado para facilitar acesso à Zona Leste no Mundial

Paulo Favero, Agência Estado

28 Novembro 2012 | 09h29

SÃO PAULO - A principal aposta do governo paulista na questão de mobilidade urbana para a Copa de 2014 foi testada na manhã desta quarta-feira e mostrou sucesso, apesar da irritação de alguns dirigentes por causa da grande quantidade de fotógrafos presentes no evento. Às 8h40 o trem partiu da Estação da Luz, no centro da cidade, e 17 minutos depois já estava em Itaquera. É o chamado "Expresso da Copa", que vai funcionar durante o Mundial para os torcedores que forem assistir aos jogos pelas linhas de trem da CPTM.

Esteve presente na viagem o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, que chegou sorridente e visitou o Itaquerão pela primeira vez. Ele foi recebido pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, pelo secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional, Julio Semeghini, e o secretario especial de Articulação para Copa, Gilmar Tadeu Ribeiro Alves.

Os ex-jogadores Ronaldo e Bebeto também participaram como membros do Comitê Organizador Local (COL). Durante o rápido trajeto, Ronaldo ficou um pouco irritado pela quantidade de flashes disparados no interior do vagão e pediu para os fotógrafos serem mais educados. No mais, a viagem transcorreu sem grandes problemas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.