Cesar Greco/ Agência Palmeiras
Cesar Greco/ Agência Palmeiras

Expulsão pode render a Valdivia punição pelo Palmeiras e no STJD

Pisão em jogador do Flamengo durante jogo do Brasileirão faz caso ser discutido dentro do clube e analisado também nos tribunais

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

19 Setembro 2014 | 07h00

A expulsão de Valdivia contra o Flamengo vai render ao jogador, no mínimo, uma bronca. O Palmeiras promete se reunir para discutir qual a melhor forma de cobrar do chileno uma postura mais cautelosa para evitar que volte a ser desfalque para o restante da batalha para fugir do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

O pisão do palmeirense em Amaral foi no jogo que marcava o seu retorno depois de um mês em recuperação de um problema na coxa esquerda. Após a partida, o meia reconheceu ter errado e o técnico Dorival Junior garantiu que o assunto "seria discutido internamente".

A diretoria ainda não definiu se vai multar o atleta ou se ficará apenas na cobrança para que Valdivia tenha mais disciplina em campo. O chileno vai cumprir suspensão automática contra o Goiás, no domingo, mas pode ficar fora do time por ainda mais tempo.

O árbitro Anderson Daronco relatou o pisão na súmula e o procurador do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schmitt, disse ontem que já pediu as imagens do jogo. O lance pode ser enquadrado como agressão ou como jogada violenta. No primeiro caso, a punição seria ficar fora de quatro a 12 partidas. Já na segunda tipificação, a suspensão seria de uma até seis partidas. 

Nesta quinta-feira, Valdivia correu pelo campo da Academia de Futebol e participou por alguns minutos de um jogo treino com jogadores do Sub-20. O chileno passou a maior parte do tempo calado e cabisbaixo. "O elenco deu apoio a ele, porque sabemos que é o jogador mais importante do grupo", disse o atacante Cristaldo

OUTRAS POLÊMICAS

Valdivia já se envolveu também em outras polêmicas ao longo da sua segunda passagem pelo Palmeiras. A última foi na semana passada, quando discutiu com o goleiro reserva Bruno durante o treino. Os dois quase se agrediram e precisaram ser contidos pelos companheiros.

Antes disso, o jogador foi liberado pelo Palmeiras em julho para negociar sua transferência para o Al Fujairah, dos Emirados Árabes. Após até vestir a camisa do novo clube, a negociação não deu certo e após retornar ao Alviverde, Valdivia contou que havia passado os últimos dias em viagem com a família para os Estados Unidos.

Em 2013 o chileno foi punido pelo STJD por ter forçado um cartão amarelo durante jogo da Série B contra o Paraná, no Pacaembu. Ao fim da partida, o jogador admitiu em entrevista que saiu lentamente de campo ao ser substituído para ser advertido pelo árbitro e, assim, cumprir suspensão automática enquanto defendia a seleção do seu país. 

Mais conteúdo sobre:
futebol Palmeiras Brasileirão Valdivia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.