Expulso duas vezes no Espanhol, Guilherme cogita voltar ao Brasil

VALLADOLID - Criticado por ter sido expulso duas vezes em apenas quatro rodadas disputadas na segunda divisão do Campeonato Espanhol, o lateral-esquerdo Guilherme, do Valladolid, se disse "prejudicado pelos árbitros" e cogitou voltar ao futebol brasileiro.

Efe

20 de setembro de 2010 | 16h11

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, o jogador revelado pelo Vasco contestou o cartão vermelho recebido na derrota de domingo para o Betis (2 a 1).

"Se tivesse sido por uma entrada ou por uma cotovelada, tudo bem. Mas por uma jogada que não acho que era para cartão, então não. As pessoas sabem qual é meu estilo de jogo, e no Brasil joguei 30 partidas assim. Vim para a Espanha e é o mesmo futebol. Nunca me aconteceu isso de receber tantos cartões, e aqui ocorrem coisas que me tiram a vontade de jogar futebol", explicou.

"Não sei o que tenho que fazer. Busco uma maneira de melhorar, falo com meus companheiros e eles me ajudam, mas não sei o que está me prejudicando", acrescentou.

O lateral, que está emprestado ao Valladolid pelo Almería, garantiu que buscará "uma solução", e que conversará com seu agente sobre a possibilidade de "voltar ao Brasil para ficar perto da família".

"Para passar por uma pessoa que não sou, é melhor não estar aqui. Estão me transformando em um monstro, e não sou assim. Não é normal que eu, que não levo problemas ao campo, faça duas faltas e seja expulso. Alguma coisa está errada", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.