Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Expulso em jogo da Copa do Brasil, Kleina é absolvido pelo STJD

Técnico está livre para ficar no banco palmeirense diante do Sport no próximo sábado

DANIEL BATISTA, Agência Estado

18 de setembro de 2013 | 18h57

SÃO PAULO - O técnico Gilson Kleina foi absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por sua expulsão diante do Atlético-PR, ainda pela Copa do Brasil, em julgamento ocorrido nesta quarta-feira. Por isso, ele está livre para comandar do banco o Palmeiras diante do Sport, no sábado, no Pacaembu, pela 24.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Kleina foi expulso no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil contra o Atlético-PR, no dia 28 de agosto - derrota por 3 a 0. O árbitro da partida, Ricardo Marques Ribeiro, relatou na súmula que o treinador havia contestado "de forma veemente as decisões da arbitragem, gesticulando e batendo palmas de forma irônica", mas o tribunal entendeu que isso não era o suficiente para puni-lo.

O próprio Gilson Kleina admitiu a preocupação com o julgamento por ser reincidente. Ele já havia sido expulso diante do próprio Sport, no primeiro turno da Série B, no dia 8 de junho. Na ocasião, também foi julgado e acabou suspenso por uma partida.

Seu preparador físico, Fabiano Xhá, também foi julgado nesta quarta. Ele utilizou um radinho para se comunicar com Kleina após a expulsão diante do Atlético-PR, o que a CBF não permite. O preparador acabou condenado, mas sua pena foi convertida em advertência. Com isso, também está liberado para ficar no banco contra o Sport, no sábado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BPalmeirasGilson Kleina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.