Mauricio de Souza/Estadão
Mauricio de Souza/Estadão

Fã de Ganso, Wagner é beque com habilidade

Ex-meia se tornou zagueiro logo no primeiro treino no Santos

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

02 Outubro 2016 | 05h02

Dar chutão, ou quebrar a bola, na gíria da molecada, são expressões que não fazem parte do vocabulário de Wagner Leonardo, zagueiro da equipe Sub-17 do Santos. O garoto, que sonhava ser Paulo Henrique Ganso, busca hoje inspiração em Sergio Ramos, do Real Madrid. O provável dono da imortal camisa 10 santista se tornou um defensor capaz de lidar com os atacantes, sair para o ataque com eficiência e marcar gols de cabeça.

A mudança de posição ocorreu no primeiro treino no Santos, aos 10 anos. “Não tinha zagueiro e me pediram para quebrar um galho”, relembra Wagner. “É difícil ter zagueiro de qualidade, por isso me destaquei”, explicou o garoto.

A trajetória quase foi interrompida em novembro de 2014. Na final do Paulista Sub-15, em Cotia, contra o São Paulo, o menino fraturou a tíbia da perna direita e ficou um ano sem jogar. “Você pensa em largar o futebol, pensa que não vai mais voltar. Chorei muito.”

Wagner voltou mais forte. Destacou-se e, há dois meses, assinou o primeiro contrato profissional com três anos de duração. Quem cuida da sua carreira? Os pais Wagner e Glória. “Eles nunca vão me trair ou colocar pressão.” 

Elogiado no clube, ele quer provar que na Vila Belmiro existe muito mais do que o DNA ofensivo. Lá são formados também bons defensores.

FICHA:

Nome completo: Wagner Leonardo de Souza

Data de nascimento: 23 de julho de 1999

Posição: zagueiro

Altura: 1,86m

Direitos econômicos: 100% do Santos

Empresários: Wagner e Glória (pais)

Mais conteúdo sobre:
Santos FC Santos Futebol Clube Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.