Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Ainda sem vencer no comando do Santos, Fabián Bustos avisa: 'Feliz não estou'

Em três jogos disputados, treinador argentino não conseguiu levar equipe à vitória. Técnico revela esforço da diretoria por reforços

Redação, Estadão Conteádo

17 de março de 2022 | 08h25

Fabián Bustos completou o terceiro jogo no comando do Santos, mas ainda não festejou uma vitória. O empate diante da Ferroviária, por 3 a 3, foi ruim para o time no Campeonato Paulista e deixou o treinador insatisfeito.

"Quando não ganho, não estou completamente satisfeito. Quando fazem tantos gols também me incomoda. Parece que para ganhar um jogo temos que marcar três gols. Temos que tratar de melhorar defensivamente porque eles não podem converter tantas oportunidades. Acredito que o resultado foi injusto porque produzimos, evoluímos no jogo coletivo, chegamos pelas laterais, criamos situações de gol, erramos no mano a mano e finalizamos mal. Fizemos gols que foram anulados. Não entendo o do Marcos Leonardo, que fez um gol legítimo", disse o treinador, em entrevista coletiva, em Araraquara.

Ao mesmo tempo, Bustos reconheceu que a equipe apresentou melhoras em alguns setores. "Hoje funcionamos melhor. Temos que ser mais duros na defesa para não sofrer gols e seguir ofensivamente para criar, convertermos e não precisarmos ter que chegar a empatar na última jogada. Jogamos melhor, vamos melhorando. Mas não gosto de tomar gols em todas as partidas. Temos que trabalhar melhor, em todas as áreas. Feliz não estou. Estou convencido que estamos melhorando, mas feliz não estou."

O técnico revelou que a diretoria santista trabalha na busca de reforços para o elenco. "a diretoria, o presidente, o Comitê de Gestão, os executivos, estão tentando de todas as formas conseguir mais jogadores que nos ajudem a competir melhor. Estamos alinhados e focados."

Bustos estreou com empate no comando do Santos diante do Fluminense-PI e depois perdeu, por 1 a 0, no clássico frente ao Palmeiras, no Allianz Parque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.