Fabiano destaca aprendizado em 2015, mas admite ano ruim para o Cruzeiro

Reforço do Cruzeiro para 2015 após se destacar pela Chapecoense, o lateral-direito Fabiano não conseguiu conquistar a titularidade em seu primeiro ano no time, se revezando com Mayke no time. O jogador avaliou que o ano foi de aprendizado, destacando as dificuldades enfrentadas pela equipe no primeiro semestre.

Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2015 | 12h33

"Foi um ano para se aprender muito, passamos por algumas dificuldades, principalmente no começo da temporada, onde havia muita cobrança sobre toda nossa equipe. Muitos jogadores que estavam sendo criticados conseguiram dar a volta por cima, terminaram o ano em alta, e principalmente fazendo grandes jogos", declarou Fabiano ao site oficial do clube.

Fabiano disputou 21 jogos pelo Cruzeiro, com um gol marcado. O lateral viu o time fracassar em todas as competições que disputou, sendo eliminado precocemente no Campeonato Mineiro, na Copa Libertadores e na Copa do Brasil, além de ter ficado em oitavo lugar no Campeonato Brasileiro. Por isso, Fabiano reconheceu que o time precisa fazer mais.

"Sabemos que deixamos a desejar, apesar do Bicampeonato Nacional em 2013 e 2014. Ficou aquele sentimento de ter conquistado algo. Reconhecemos que uma entidade como é o Cruzeiro, com o tamanho que é o Clube e com essa tradição enorme, tem que ser cobrado mesmo. Temos uma grande responsabilidade para a próxima temporada e pode ter certeza que o Cruzeiro vai em busca dos títulos", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroFabiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.