Fabiano deve trocar São Paulo pelo Betis

O São Paulo está muito perto de perder mais um jogador para a Europa. Depois de Kaká e Júlio Baptista, que já foram, está chegando a vez de Fabiano, que tem proposta do Betis. As informações vindas da Espanha asseguram que a negociação está bem adiantada e será fechada até sábado. O pior é que a diretoria do São Paulo está amarrada e só pode acompanhar de longe, torcendo para não dar certo. O STJD contribuiu, lhe dando tempo para pensar. O lateral foi suspenso nesta terça-feira por dois jogos pela expulsão contra o Internacional. "Nós só temos 20% do passe do Fabiano. Os 80% restantes são do empresário Juan Figer e do Atlético Paranaense", afirma o superintendente Marco Aurélio Cunha. Fabiano sabia que sua situação no Morumbi sempre foi instável. Juan Figer o encaminhou ao São Paulo buscando a valorização do seu passe. O lateral jogava bem no Atlético Paranaense, mas o empresário acreditava que atuando por uma equipe tradicional e com a visibilidade do São Paulo poderia lucrar muito mais em uma eventual venda. O jogador diz que esteve perto de ir para o Bayern de Munique antes de vir para o São Paulo. "Desde que o mercado foi aberto na Europa tenho ouvido falar de clubes interessados no meu passe. Só que eu não sei de nada. Deixo para o Juan Figer decidir. Por mim, não sairia do São Paulo agora. Nessas situações, o jogador não pode fazer nada, a não ser torcer", costuma repetir quando o assunto é sua transferência. Seu pai, Otávio, confirmou que Fabiano se reuniu com seu procurador, João Santos. "Os dois foram conversar sobre a transação. Para mim, o Fabiano disse que quer ficar ainda mais um tempinho no São Paulo. Agora, o Juan Figer está na Espanha para tratar desse negócio. Vamos esperar." A primeira proposta do Betis é pagar 1 milhão de euros pelo empréstimo de um ano. Se for aprovado, dará mais 4 milhões. O clube espanhol desistiu de Athirson, considerado muito caro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.