Fabiano espera aproveitar a chance

O lateral-esquerdo Fabiano chegou ao Palmeiras há 45 dias. Fora da forma, foi para a reserva de Lúcio e entrou no segundo tempo de apenas dois jogos: a derrota por 3 a 0 para o São Paulo e a vitória por 4 a 1 sobre o Ituano. No último fim de semana, Lúcio foi expulso contra a Portuguesa e está suspenso. Por isso, Fabiano terá sua primeira chance como titular palmeirense neste domingo, justamente no clássico contra o grande rival, o Corinthians."É uma boa hora para entrar. Estou trabalhando há mais de um mês e melhorei bastante tecnicamente e fisicamente", diz Fabiano, de 24 anos. Revelado pelo Atlético-PR, o lateral foi campeão brasileiro em 2001 pelo time de Curitiba. Depois, passou pelo São Paulo, onde foi campeão paulista em 2003, pelo Perugia, da Itália, e pelo Fenerbahçe, da Turquia, onde o Palmeiras foi buscá-lo.Nos dois clubes brasileiros que jogou, tem boas recordações de jogos contra o time do Parque São Jorge. Pelo Atlético, no Pacaembu, fez um golaço driblando três adversários, na goleada dos paranaenses por 3 a 0, no Brasileiro de 2001. Pelo São Paulo, marcou o segundo gol tricolor na final do Estadual de 2003, vencida por 3 a 2. "Um clássico é sempre um marco na carreira. Fiz gol na final do Paulista e ficou marcado", afirma.Quando chegou ao Palestra Itália, Fabiano adotou discurso humilde, sabendo não estar no melhor de sua forma, e conformou-se com a reserva de Lúcio. Agora, já recuperado, não esconde que quer aproveitar a oportunidade para mostrar serviço ao técnico Candinho. "Num clássico, se você for bem, vai garantindo um espaço. Vou esperar minha brecha", afirma o lateral, lembrando que foi no 3-5-2, atual esquema do Palmeiras, que despontou e foi campeão nacional pelo Atlético.Sem arriscar prognósticos, diz que todas as estrelas milionárias contratadas pelo Corinthians neste início de ano, em campos não valerão mais que as jovens apostas palmeirenses. "Dentro de campo nivela tudo, ganha quem errar menos. O Palmeiras está tranqüilo, trabalhando humilde e vai tentar a vitória", afirma.Se os possíveis três pontos no Paulista não valem muito para o time, que já está fora da briga pelo título, Fabiano vê o duelo como essencial para este primeiro semestre do clube. "Na Libertadores o Palmeiras está muito bem. Um vitória num jogo desses dá uma moral muito grande. Você volta bem para seguir na Libertadores", afirma. Estreante no dérbi, garante que entra sabendo da responsabilidade. "Clássico Palmeiras e Corinthians sempre é difícil, complicado, é bom que a gente lembre disso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.