Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Fabinho celebra título europeu e grande fase no Liverpool: 'Coisa de louco'

Volante brasileiro foi preterido por Tite em lista da seleção para Copa América

Redação, Estadão Conteúdo

01 de junho de 2019 | 20h14

O volante brasileiro Fabinho, do Liverpool, que ergueu a taça da Liga dos Campeões na noite deste sábado em Madri, após vitória sobre o Tottenham por 2 a 0, qualificou a conquista do maior torneio do continente europeu como "coisa de louco".

Preterido pelo técnico Tite para a disputa da Copa América pela seleção brasileira, Fabinho se disse satisfeito pela temporada que completou pela equipe dirigida por Jürgen Klopp, afirmando que a vitória na maior competição continental representa seu nome escrito na história do time inglês.

"Pessoalmente, em minha primeira temporada [pelo clube inglês] já conquistar esse título é algo incrível. Todos aqui estavam esperando essa conquista faz muito tempo", declarou o jogador, que ganhou rapidamente a confiança do treinador em sua chegada à equipe. Sob o comando de Klopp, Fabinho atuou como volante, zagueiro e lateral.

Natural de Campinas (SP) e vivendo um grande momento em sua carreira desde que se transferiu do Monaco para a Inglaterra, o camisa 3 do Liverpool comentou sobre as dificuldades que precederam o sucesso profissional.

"Antes dessa final, falei con minha mulher e meus pais e lembramos de tempos anteriores no Brasil. Me recordo dos meus pais, da minha irmão e da minha mulher. A medalha pesa, é perfeita", afirmou, antes de concluir: "mas esta noite não tem cansaço, temos que celebrar porque é coisa de louco".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.