Fabinho chega ao Brasil, e Mano prevê disputa entre volantes

Ex-jogador do Toulouse vem para ser titular da equipe, que conta com outros sete volantes no grupo

Vítor Marques, Jornal da Tarde

22 de janeiro de 2008 | 20h45

O volante Fabinho chega nesta quarta-feira ao Brasil e deverá ser apresentado até o fim da semana como o 14.º reforço do Corinthians para a temporada. O ex-jogador do Toulouse vem para ser titular da equipe, que conta com outros sete volantes no grupo, mas o técnico Mano Menezes adota um discurso cauteloso sobre seu aproveitamento. Veja também: Everton Ribeiro renova e ganha chance no Corinthians "Ele vinha jogando, fez gol na última rodada, mas talvez tenha de se readaptar ao futebol brasileiro, que é diferente do europeu. Espero que o espaço (para a adaptação) seja curto." O treinador não afirmou como pretende aproveitar o futebol de Fabinho, se como primeiro ou segundo volante. "Vamos primeiro apresentar o jogador e ter uma conversa clara sobre característica e modo de atuar." Mano também falou sobre o excesso de volantes no elenco do Corinthians. Ele disse que não houve falta de planejamento e entende que as contratações foram para o benefício da equipe. "Sei que a disputa por um lugar no time será grande. Se necessário, nós iremos reavaliar alguns jogadores e fazer o que se chama de reengenharia no elenco." Isso significa que um ou mais volantes podem ser negociados. Bóvio, outro volante recém-contratado, deve ficar no banco na partida desta quarta, contra o Paulista. Segundo Mano Menezes, ele ainda não tem condições físicas de atuar durante os 90 minutos, e os titulares serão novamente Bruno Octavio e Perdigão. Entre Bóvio, Perdigão e Fabinho, o primeiro é o que terá de se destacar mais. O vínculo dele com o clube é de apenas seis meses (renováveis por mais um ano e meio). Ou seja: Bóvio pode ser devolvido ao Catania, da Itália, logo depois do Campeonato Paulista. A busca por um armador continua sendo o sonho da diretoria, mas Mano entende que essa posição é carente no futebol brasileiro. "Todos os clubes procuram por esse tipo de jogador. E quem tem procura valorizá-los. Não conseguimos encontrar um meia." No elenco, somente Marcel e Héverton são meias de origem. E os dois estão na reserva.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansFabinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.