Fabinho critica Cuca por dialogar pouco no Fluminense

Além da campanha medíocre com o Flamengo, um dos motivos que derrubaram Cuca do clube rubro-negro foi a difícil convivência com muitos jogadores, principalmente os mais experientes. O mesmo parece estar acontecendo no Fluminense. Depois de barrar Luiz Alberto, que não escondeu sua insatisfação, o volante Fabinho, também reserva, disse que o treinador é de poucas palavras e não dá satisfação aos atletas.

AE, Agencia Estado

27 de outubro de 2009 | 21h12

"O Cuca é uma pessoa que dificilmente conversa com a gente. Ele deixa mais para os auxiliares. O Roni e o Paulo César também estão fora e não sabemos o que acontece", reclamou Fabinho, em entrevista à Rádio Brasil.

O volante criticou inclusive os critérios de Cuca ao deixar os jogadores experientes no banco de reservas. "Em qualquer outra situação, os mais experientes estariam jogando. Mas temos de respeitar a opinião dele", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.