Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Fábio Carille muda postura e esquenta Corinthians x São Paulo

Técnico se desentendeu com Aguirre e Nenê e se tornou protagonista do último clássico

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2018 | 07h00

Sempre tão político e equilibrado em seu trabalho, o técnico Fábio Carille tem demonstrado uma atitude um pouco mais rígida no comando do Corinthians. Para algumas pessoas, o comportamento é visto como uma forma aguerrida de mostrar serviço. Para outros, um desequilíbrio normal de um técnico em início de carreira.

+ Rodriguinho é relacionado para clássico, mas mistério permanece

+ Carille nega problemas com Aguirre e diz que aprendeu com a polêmica

Contra o São Paulo, domingo, as duas polêmicas do jogo tiveram Carille como protagonista. Nenê marcou o gol solitário da partida e comemorou indo em direção do treinador, pouco depois de ter discutido com ele. 

Ao final do clássico, o corintiano reclamou que o técnico Diego Aguirre não o cumprimentou e disse ter ficado chateado, pois o são-paulino falou que não o reconheceu. Na terça-feira, decidiu dar entrevista para explicar o que aconteceu. 

“Ainda não tenho noção das coisas que falo, do que pode crescer, tenho de aprender. Foi uma chateação e uma resposta de uma pergunta. Talvez eu deva ser um pouquinho mais político. Mas já fui elogiado por falar o que sinto e o que vejo”, comentou Carille, que ainda negou que tivesse reagido dessa forma para esquentar o clima da partida. 

Fora de campo, o treinador também tem demonstrado uma postura mais arredia, principalmente durante as entrevistas coletivas. A mudança de humor do treinador teve início quando o Corinthians começou a tropeçar no Brasileiro do ano passado e surgiram as primeiras críticas ao seu trabalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.