Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians

Fábio Carille vê o Corinthians favorito e projeta disputa entre os jogadores

Técnico nega ansiedade por estreia no estadual

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

03 Fevereiro 2017 | 12h42

Embora tenha sido o time menos badalado dos grandes de São Paulo, o Corinthians vai entrar forte na temporada. Quem garante é Fábio Carille. O técnico assegura que o elenco está determinado e que a primeira demonstração de que não entrará nas competições apenas como coadjuvante poderá ser vista na partida contra o São Bento, neste sábado, às 17 horas, em Sorocaba (SP), pela rodada de estreia do Campeonato Paulista.

"Somos favoritos. Vamos entrar fortes e determinados. Temos muito bem definido o que temos para fazer. A pré-temporada nos dá essa esperança. Teremos dificuldades no começo, é normal. Mas vamos ter sabedoria para arrumar os problemas o quanto antes", avisou o treinador, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, em São Paulo.

Em relação ao time, Fábio Carille adota a tática de seu "professor" Tite e não faz mistérios. Confirmou a formação que inicia a partida deste sábado, entretanto fez um alerta para os jogadores. "Para hoje, é o que eu tenho de melhor, mas a briga interna está aberto. Jogadores que entrarem e irem bem, vão jogar. Paulo Roberto, Camacho, Marquinhos Gabriel... Todos que entrarem podem ficar. Muitas coisas poderiam se definir nas primeiras rodadas, mas hoje é o que eu vejo de melhor".

 

O treinador reforçou que não se sente pressionado por iniciar pela primeira vez a temporada como treinador. "Não me preocupo com isso. A avaliação vem desde o ano passado. Dirigi o time em oito jogos e isso foi fundamental. Já foram 13 partidas no total e sei que até em jogo-treino existe a cobrança. Não vai começar (a cobrança) amanhã (sábado). Vale desde 2010, quando comandei a equipe pela primeira vez", ressaltou.

 

Contando o amistoso contra a Ferroviária, o Corinthians fará oito jogos em fevereiro. Uma sequência pesada para um início de temporada. O treinador pretende escalar sempre o que tem de melhor, mas a definição do time ocorrerá através de conversas com os fisiologistas da equipe. "Não podemos correr risco. Se tiver alguma ameaça de machucar, eu vou tirar. Vamos pensar jogo a jogo e ver a situação de cada atleta para definir o que é melhor naquele momento", explicou.

 

Depois da partida contra a Ferroviária, na quarta-feira passada, o time enfrenta o São Bento neste sábado, depois pega o Caldense (quarta, em Poços de Caldas, no sul de Minas Gerais, pela Copa do Brasil), Santo André (dia 11, no estádio Itaquerão, em São Paulo), Novorizontino (dia 15, também em casa), Audax (dia 18, em Osasco), Palmeiras (dia 22, no Itaquerão) e Mirassol (dia 25, fora de casa).

 

Para o confronto contra o São Bento, o Corinthians vai a campo com Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Moisés; Gabriel, Fellipe Bastos, Giovanni Augusto, Marlone e Rodriguinho; Jô.

Mais conteúdo sobre:
futebol Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.