Fábio Costa aguarda chance para voltar

Teoricamente, Fábio Costa está fortalecido no Corinthians. O goleiro, afastado por Passarela, teve duas recomendações nesta quinta-feira de Kia Joorabchian, presidente da MSI, e Andrés Sanches, vice-presidente de futebol: não fechar contrato com nenhum outro clube e continuar treinando para não aumentar seu peso.Está cada vez mais clara a possibilidade de reintegração do goleiro e também o enfraquecimento de Daniel Passarella - que o tirou do grupo corintiano. "O Fábio Costa é um excelente goleiro e a sua situação pode ser revertida. Ele tem contrato com o Corinthians até dezembro. Porquê procurar um outro jogador para a posição se temos um ótimo no elenco?", perguntava Sanches, que trabalhou todo o dia pela queda de Passarella.Menos enfático, Kia, indicava o mesmo caminho. "Estou satisfeito com o Fábio Costa, gosto muito dele, ele tem futebol para jogar no Corinthians", dizia.A definição do caso, depois da eliminação do Corinthians, passou para as mãos de Fábio Costa. Parecendo prever o desastre em Santa Catarina, o jogador nem viajou para a Bahia, onde mora sua família. Ao contrário, ele seguiu na sua casa só acompanhando o que acontecia no Corinthians.Ele recebeu várias ligações de apoio dos jogadores, inconformados com o seu afastamento. Um obstáculo de última hora foi a inesperada valorização do goleiro. Ele recebe R$ 120 mil no Corinthians. O Brasiliense lhe ofereceu R$ 200 mil por mês. O Internacional também se mostrou disposto a levá-lo. A diretoria do Santos ficou dividida em relação a trazer o goleiro campeão brasileiro de 2002 de volta à Vila Belmiro. Fábio revelou à amigos ter ficado muito magoado com a postura de Passarella, mas não iria assinar com qualquer time, prevendo que a vida do técnico argentino seria curta no Corinthians. O seu procurador, Antônio Gustavo, lhe recomendou calma, apostando que Fábio Costa acabaria valorizado com a atitude intempestiva de Passarella. O procurador no entanto, recomendou à Fábio Costa que eliminasse os seis quilos a mais que a comissão técnica do Corinthans garante que o goleiro não perdeu em dois meses, desde a chegada de Passarella.De acordo com informações de pessoas ligadas a Fábio Costa, ele já estava abatido com o afastamento e comeu muito menos nestes últimos dois dias. Ele também deve freqüentar uma academia para se exercitar já que tem licença até a próxima terça-feira.A última informação desta quinta-feira a noite dizia que mesmo se Passarella continuasse no Corinthians, ele deveria aceitar Fábio Costa de volta. "Eu tenho certeza que ainda poderei jogar no Corinthians e com Passarella", previa o goleiro, na terça-feira, ao ser oficializado o seu afastamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.