Fábio Costa critica erros do ataque

Enquanto o técnico Geninho exaltava o equilíbrio entre as duas equipes, os jogadores do Santos não se conformaram com os gols perdidos pelo time no primeiro tempo. O mais descontente era o goleiro Fábio Costa, que cobrou duramente maior eficiência dos atacantes. "Faltou qualidade e frieza ao nosso ataque na hora da definição", reclamou o jogador. O goleiro sempre foi conhecido por seu temperamento explosivo e por declarações fortes nos momentos decisivos. Desta vez, não foi diferente. "Temos de ser realistas, poderíamos ter decidido a partida no primeiro tempo e estes erros não podem mais se repetir", desabafou. Geninho, por sua vez, admitiu que optou por uma solução defensiva ao substituir o atacante Deivid, contundido, pelo volante Marcelo Silva.Deivid deixou o campo pouco depois de marcar o gol, após dividida com o volante Otacílio. Geninho afirmou que, naquele momento, como o Santos estava com a vantagem de 1 a 0, preferiu reforçar o meio-campo, já que não teria atacantes velocistas para fazer a substituição. "Caso contrário teria de sacrificar o Robert, colocando-o para marcar", justificou. Segundo Geninho, a razão da queda de rendimento da equipe no segundo tempo foi a falta de velocidade na saída para o ataque. Ele responsabilizou o meia Elano, que entrou no lugar de Renato, por ter administrado exageradamente a bola no meio-campo, em vez de aproveitar os espaços deixados pelo adversário. Para o treinador, o jogo refletiu a disposição das duas equipes. "No primeiro tempo, dominamos o jogo, mas não fiquei satisfeito com nosso desempenho na etapa final", observou. Já o volante Rincón, mostrava indiferença em relação à sua rivalidade com o corintiano Marcelinho. Em campo, não houve nenhum atrito entre os dois hoje. "O Marcelinho é secundário. Estou preocupado em trabalhar para ajudar o Santos", garantiu o jogador. A presença do atacante Deivid, com dores no joelho direito, passou a ser dúvida para a próxima partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.