Fábio Costa define futuro só dia 31

Os santistas esperavam que o goleiro Fábio Costa assinasse seu novo contrato nesta segunda-feira, mas foram surpreendidos com a notícia de que ele está mais próximo do Corinthians. O procurador do atleta, Gustavo Amorim, disse que nada estava acertado com a diretoria santista e que a decisão só deverá sair no dia 31, quando vence o compromisso do jogador.Na explicação de Gustavo Amorim, Fábio Costa considerou um desrespeito a negociação do Santos com o goleiro Hélton, ex-Vasco e que está no União Leria. Como o clube português não liberou o atleta, os santistas melhoraram sua proposta a Fábio.A contratação de Mauro também não foi aceita pelo titular do Santos. "A renovação estava apalavrada, mas agora ele voltou a pensar, está reconsiderando a proposta do Corinthians e vai conversar com a família antes de se decidir".Do lado santista, nenhum diretor comentou o assunto, mas o noticiário desanimou os santistas, que interpretam a posição do goleiro como de saída, reforçada pelo prazo que definiu para tomar uma decisão. Na sexta-feira, o presidente Marcelo Teixeira mandou divulgar que o novo contrato já estava apalavrado e que Fábio Costa permaneceria na Vila Belmiro. O jogador ficou em silêncio e só nesta segunda-feira seu procurador deu entrevista para dizer que nada havia sido acertado.Pessoas próximas do jogador acreditam mais na possibilidade de Fábio Costa ir mesmo para o Corinthians, mas não descartam a idéia de defender o River Plate. Com 26 anos, o goleiro está mais preocupado em fazer um bom contrato do que receber menos no Santos para poder disputar a Libertadores da América. Essa posição revela que Gustavo Amorim está fazendo um leilão com o atleta: quem pagar mais, ficará com o jogador.Marcelo Teixeira, por outro lado, prometeu durante a campanha eleitoral se empenhar para manter o time. Ele sabe que Fábio Costa é um dos maiores do time e também ele gosta muito do goleiro. Na sexta-feira, quando foi anunciada a proximidade do atleta ao Parque São Jorge, Teixeira reagiu diante do desgaste de perder o atleta para o maior rival: melhorou a proposta, conversou com o atleta e conseguiu sua palavra de que permaneceria na Vila Belmiro. Para consumar o fato, mandou soltar no início da noite essa notícia que a assessoria de imprensa vinha segurando durante toda a tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.