Fábio Costa descarta folga e quer jogar todas no Santos

Apesar da maratona de jogos do Santos na temporada 2007, o goleiro Fábio Costa pediu para jogar no domingo contra o Marília. Ele foi o único titular que participou de todas as 13 partidas da equipe paulista até agora e avisa que não pretende ficar de fora do melhor momento do time desde a conquista do Campeonato Paulista de 2006."Só tenho mais cinco ou seis anos de futebol e quero aproveitar esta que é uma das melhores fases da minha carreira", afirmou o jogador. "Goleiro cansa menos do que os demais jogadores em razão de jogar uma posição diferente. Seu desgaste é mais psicológico do que físico."Como o técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu poupar os titulares contra o Marília, por causa da disputa simultânea da Copa Libertadores - o time pega na próxima rodada o uruguaio Defensor Sporting, quinta-feira, na Vila Belmiro -, o Santos lançou vários novos jogadores na vitória de domingo, por 1 a 0, pelo Paulistão. Todos comandados dentro de campo por Fábio Costa. "São jovens que estão sendo lançados no momento certo e sem a responsabilidade de ter que resolver", elogiou o goleiro.Após a vitória em Marília, os jogadores do Santos reapresentaram-se no fim da tarde desta segunda. Os reservas fizeram um trabalho de recuperação na piscina, enquanto os titulares tiveram um treino físico no CT Rei Pelé. A novidade foi a participação do zagueiro Leonardo, que já assinou contrato e será apresentado à imprensa antes do treino desta terça.Zagueiro revelaçãoAntes da partida de domingo, o zagueiro Marcelo, 19, era praticamente desconhecido. A boa atuação rendeu elogios do exigente técnico Vanderlei Luxemburgo e de diversos comentaristas. "Vou continuar trabalhando sério para manter as boas atuações", disse o jogador."Marcelo é um garoto que tem personalidade e potencial técnico. Estamos desenvolvendo um trabalho com ele nos treinos", afirmou Luxemburgo, que explicou a escalação do atleta apenas numa situação de emergência. "Não posso escalar os garotos na fogueira. Tem que ser como está sendo feito, com o jovem entrando num bom momento, para poder mostrar a sua cara", acrescentou o treinador, que só havia visto o defensor atuando no amistoso contra o Ituano, na Vila Belmiro, cinco dias antes da estréia no Campeonato Paulista, e em alguns coletivos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.