Fábio Costa: hora da revanche

Para todos os jogadores do Corinthians, a partida de quarta-feira será muito especial. Porém, será ainda mais importante para o goleiro Fábio Costa. Chegou finalmente a revanche da pior partida da sua vida. "Nunca fui culpado por uma eliminação ou perda de título nas equipes que defendi. Contra o Cianorte, nos 3 a 0, eu falhei como nunca. O sentimento foi horrível. Mas o meu coração diz que o Corinthians irá se recuperar e ganhar a vaga para a próxima fase." O jogador faz questão de se dizer injustiçado por parte da imprensa que o considera responsável pela difícil situação que o Corinthians está enfrentando. "Há alguns idiotas que fazem questão de jogar toda a culpa para mim por essa derrota. Fazem de conta que o restante do time não entrou em campo. Não tenho culpa se o nosso ataque não conseguiu marcar alguns gols para não ter uma diferença tão grande de gols. E também se esquecem de quantas vezes eu salvei o Corinthians de derrotas. Mas eu tenho de conviver com isso. O que posso fazer?", pergunta, irritado. Fábio Costa promete não se desesperar em tentar salvar a sua imagem. "Não farei maluquices como tentar ir para a área cabecear. Não será preciso. Confio no nosso potencial ofensivo." O jogador confidencia nunca haver vivido uma situação tão complicada para uma classificação. "Reverter três gols de desvantagem é difícil. Nunca enfrentei algo assim. No máximo eu me lembro de uma partida importante do Vitória em um Brasileiro. Estávamos perdendo por 3 a 0. Conseguimos virar e ganhar por 5 a 3. Me marcou foi a vontade do nosso time. Como agora. Nós temos talento. Se tivermos vontade, vamos sair do Pacaembu classificados", assegura. Fábio Costa tem certeza de que não ficará apenas na torcida. Fará a sua parte no importantíssimo jogo. "O Cianorte buscará os contragolpes sonhando com um gol. Aí será a minha vez de ajudar na reviravolta corintiana." Se houver a necessidade de pênaltis ficou bem claro que o goleiro estará bem preparado. "Caso o Corinthians consiga fizer 3 a 0 ficarei tranqüilo. Se vierem os pênaltis estarei preparado. Bem preparado", jura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.