Fábio Koff deixa futuro do Clubes dos 13 na mão dos times integrantes

'São os times que vão dizer se querem que o Clube dos 13 continue a existir ou não', disse

JOÃO DOMINGOS, Agência Estado

27 de abril de 2011 | 21h10

BRASÍLIA - O presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, informou nesta quarta-feira que uma reunião na próxima terça será decisiva para o futuro da entidade que representa. Ele pretende fazer neste dia uma assembleia para que os clubes decidam se o Clube dos 13, ao qual são filiados 19 dos principais times do futebol brasileiro - o Corinthians saiu oficialmente -, deverá continuar a existir ou ser desfeito.

"Quem decide tudo são os clubes. Eu sou só o presidente, que os represento. Nem voto. São os times que vão dizer se querem que o Clube dos 13 continue a existir ou não", afirmou Koff, logo depois de participar nesta quarta-feira de audiência na Comissão de Educação do Senado destinada a discutir a venda dos direitos de transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro a partir do ano que vem.

Durante a audiência, Koff também pareceu ter ficado decepcionado com o presidente do Conselho Administrativo de Direito Econômico (Cade), Fernando Furlan, que sinalizou serem legais os contratos individuais que os clubes vêm assinando com a TV Globo, o que tornaria sem valor a licitação feita pelo Clube dos 13 para venda dos direitos de transmissão do Brasileirão, vencida pela RedeTV.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolClube dos 13Fábio Koff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.