Vinnícius Silva/Cruzeiro
Vinnícius Silva/Cruzeiro

Fábio minimiza tropeços do Cruzeiro em clássicos e já projeta Libertadores

Equipe ainda terá um compromisso pelo Campeonato Mineiro antes do jogo com o Huracán

Redação, Estadão Conteúdo

19 de fevereiro de 2019 | 12h46

Os dois tropeços nos clássicos já disputados pelo Cruzeiro neste início de temporada não preocupam o goleiro Fábio. E nem mesmo as dificuldades no ataque, pois o time marcou apenas um gol nestas duas partidas, contra Atlético-MG e América-MG, pelo Estadual. Na avaliação do goleiro, o Cruzeiro não tem motivos para se preocupar diante da proximidade da estreia na Copa Libertadores, no dia 7 de março.

"A equipe vem trabalhando bem desde o princípio da temporada, mesmo com a chegada de alguns jogadores depois do término da pré-temporada. Vejo com tranquilidade, porque o Mano (Menezes) já vem trabalhando com este grupo formado já há alguns dias. O Mano conhece muito bem o grupo que tem nas mãos, não tem dúvida com relação ao que ele vai fazer para essa estreia da Libertadores. Mas ainda tem um jogo para ele ver melhor, contra a URT", disse Fábio.

O último jogo antes da estreia na Libertadores será no domingo, em Patos de Minas, contra o URT, em rodada do Campeonato Mineiro. Para Fábio, será a oportunidade para acabar com qualquer desconfiança em relação à equipe cruzeirense antes do confronto com o Huracán, em Buenos Aires, pela fase de grupos da Libertadores.

"Teremos uma nova oportunidade de mostrar um bom futebol contra a URT, as dificuldades impostas pelo adversário e pelo gramado, mas temos condições de superar isso e nos prepararmos bem para o jogo da Libertadores. Todos nós já vivenciamos as dificuldades de jogar no interior, ainda mais contra a URT", comentou.

Depois deste jogo, todas as atenções estarão voltadas para o Huracán. E ao menos uma baixa já está confirmada. Dedé ficará de fora por cumprir suspensão sofrida na edição passada da competição sul-americana. Murilo e Fabrício Bruno são os candidatos a ficar com a vaga na zaga.

"O Dedé sempre representa muito dentro de campo. O Cruzeiro perde bastante com a ausência dele. Mas, como temos um grupo qualificado, é nestes momentos que temos que mostrar isso, quem entrar vai ter qualidade para fazer o que tem que ser feito para ajudar a equipe a sair com o resultado que queremos lá na Argentina", comentou.

Em compensação, Mano Menezes terá os retornos de Thiago Neves e David para o confronto. "O Huracán vive um momento bom, a gente vem acompanhando a equipe deles. E acompanhamos os jogadores que estão retornando das lesões, ficamos sempre perguntando como estão, quando voltam. O retorno desses atletas é positivo. Mais dificuldades para o Mano, mas mais opções também. Peças que chegam para agregar e deixar o time ainda mais forte", disse Fábio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.