Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Fábio Santos admite vantagem do Corinthians para clássico de domingo

Para o jogador, Palmeiras pode estar desgastado por estreia na Libertadores

VÍTOR MARQUES, Agência Estado

13 de fevereiro de 2013 | 11h36

SÃO PAULO - O lateral-esquerdo Fábio Santos admitiu nesta quarta-feira que o Corinthians entrará em vantagem no clássico diante do Palmeiras, domingo, no Pacaembu, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. O jogador destacou que o time alvinegro deverá chegar em melhores condições físicas no confronto, pois não disputará nenhuma partida neste meio de semana, enquanto o arquirrival terá de encarar o Sporting Cristal, do Peru, nesta quinta, na estreia da Copa Libertadores da América.

"A semana cheia é uma vantagem, só de ser vantagem está bom, eles vão jogar quinta, na Libertadores, isso desgasta. Nós temos uma semana cheia (de treinos) só pra pensar no clássico, isso nos deixa mais preparados, a equipe que joga na quinta e depois no domingo tem uma desvantagem", reconheceu o lateral.

Fábio Santos, entretanto, colocou o teórico favoritismo do Corinthians em segundo plano, tendo em vista o fato de que se trata de um clássico de muita rivalidade, no qual momentos de superação são comuns e marcam a história deste confronto.

"O momento do Corinthians é melhor que o do Palmeiras, não tem como fugir disso, não tem como esconder, mas eu já cansei de ganhar clássico quando o outro era favorito, e de perder quando minha equipe era favorita. A gente respeita o momento do Palmeiras, que não é dos melhores, mas quando a bola rola a motivação é diferente no clássico", analisou.

O jogador ainda destacou que uma possível vitória palmeirense nesta quinta, no Pacaembu, servirá como combustível do rival, que entraria mais confiante para encarar o Corinthians em meio a este momento de grande pressão vivido pelo clube do Palestra Itália. "Se você vence te dá mais confiança, se perde a cobrança é maior, mas quando começa o jogo todo mundo esquece o que aconteceu antes", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.