Wilton Junior/ Estadão Conteúdo
Wilton Junior/ Estadão Conteúdo

Fábio Santos lamenta gol sofrido no início, mas valoriza jogo 'de igual para igual'

Equipe corintiana foi derrotada neste domingo, no Maracanã, pelo Flamengo, por 2 a 1

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2021 | 18h48

O Corinthians deixa o Maracanã sem ter conseguido o resultado desejado para se manter favorito na luta por uma das vagas da Libertadores de 2021. A derrota para o Flamengo, por 2 a 1, neste domingo, no Rio, foi lamentada pelo lateral-esquerdo Fábio Santos. O jogador deu condição para o gol de Gabriel Barbosa, que decretou a vitória rubro-negra. Mesmo assim, ele valorizou a atuação do Corinthians.

De acordo com o experiente jogador, a equipe corintiana teve de adotar uma estratégia mais reativa, porém o duelo ficou comprometido com a abertura do placar mais cedo do que o esperado. "A gente preferiu baixar as linhas, porque a gente sabe que quando dá campo para esses jogadores do Flamengo, principalmente Bruno Henrique e Arrascaeta, eles acham essa bola e há vários companheiros para encaixar. Então foi uma estratégia de jogo, mas a gente levou o gol muito cedo, em bola parada, onde tínhamos conversado. Num jogo como esse, você não pode dar bola parada para o adversário, e nós demos", avaliou Fábio Santos.

Apesar do resultado negativo, o jogador elogiou a postura da equipe e disse que o time esteve em pé de igualdade com o Flamengo, que briga pelo título do Campeonato Brasileiro. "Fizemos um jogo, no meu modo de ver, de igual para igual. Óbvio que a equipe do Flamengo vai ter mais posse de bola, porque tem mais qualidade. Foi uma pena essa derrota", lamentou.

A equipe corintiana volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h30, para enfrentar o Santos, na Vila, em jogo adiado da 33ª rodada. Para encerrar a temporada, o Corinthians ainda tem compromissos com o Vasco, na Neo Química Arena, em Itaquera, e diante do Internacional, no Beira Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.