Glyn Kirk/AFP
Glyn Kirk/AFP

Fábregas e Ramos resolvem diferenças após desentendimento

Meia havia ficado chateado com críticas do zagueiro por falta de comprometimento na seleção espanhola nos últimos amistosos

Reuters

26 de novembro de 2014 | 10h47

Cesc Fábregas reconheceu que ficou "chateado" com Sergio Ramos após o zagueiro ter levantado dúvidas sobre seu comprometimento com a seleção espanhola, mas disse que ambos já superaram o caso. O meia Fábregas ficou de fora das partidas da Espanha contra Belarus e Alemanha neste mês devido a uma lesão, assim como o colega de equipe no Chelsea Diego Costa.

O fato de Fábregas já ter voltado a jogar pelo time inglês, e Costa também, poucos dias antes de a seleção da Espanha se reunir em Madri levou Ramos a sugerir que a lealdade ao clube vinha antes do compromisso com o país. "Sim, eu achei que a referência era para mim e já falei com o Sergio sobre o que eu achava", disse Fábregas à rádio espanhola Cadena Cope, na noite de terça-feira.

"Nos falamos por telefone e está tudo bem", disse o jogador de 27 anos, que vive excelente momento desde a contratação pelo Chelsea neste ano, vindo do Barcelona. "É de se ficar chateado quando seu comprometimento é questionado, é claro que sim. Eu tenho 94 partidas pela Espanha e, por nove anos, eu sempre compareci, sempre. E com um sorriso de orelha a orelha", afirmou. 

"Eu disse para Ramos que ele pode me telefonar e dizer isso direto para mim. Disse a ele que temos jogado juntos desde o sub-21 e que não há necessidade de enviar mensagens pela imprensa", acrescentou. Fábregas disse que estava possivelmente jogando o melhor futebol de sua carreira no Chelsea, após três temporadas no Barça, onde ele falhou em alcançar as expectativas dos exigentes torcedores do clube espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.