Franck Robichon/Efe
Franck Robichon/Efe

Fàbregas quer Barça com a bola para anular Neymar

'Temos que nos fixar na bola. Se tivermos a posse de bola, não há Neymar'

AE, Agência Estado

17 de dezembro de 2011 | 11h12

O padrão de jogo do Barcelona é hoje o mais famoso do mundo. Muita posse de bola, toques rápidos, infiltrações. Considerado por quase todos como a melhor equipe do planeta, o time catalão sabe que, se fizer aquilo que está acostumado, é favorito a vencer o Santos na final do Mundial de Clubes, neste domingo, às 8h30 (pelo horário de Brasília), em Yokohama, no Japão.

Por isso o meia Cesc Fàbregas, que jogará de atacante contra o Santos, não teme Neymar, principal astro da equipe brasileira. "Não penso em Neymar, penso no Santos em geral, pois sem o resto ele não é nada. O garoto tem uma capacidade técnica espetacular, mas não temos que nos preocuparmos apenas com Neymar. Temos que nos fixar na bola. Se tivermos a posse de bola, não há Neymar", lembrou.

Para o jogador catalão, principal reforço do clube para a temporada, o Mundial seria uma conquista importante para o Barcelona. Assim com Guardiola, ele lembrou da oportunidade que pode ser única e acrescentou o escudo de enfrentar adversários com o símbolo de campeão do mundo na camisa.

"Tenho um prazer especial, porque é uma daquelas competições que não sei se vou poder jogar novamente. Só estou aqui pelo mérito da equipe no ano passado. Estou colhendo o que a equipe plantou na última temporada", lembrou, em referência ao fato de não ter disputado da conquista da Liga dos Campeões, uma vez que ainda estava no Arsenal. "Queremos levar na camiseta este escudo que te coloca como campeão do mundo durante toda a temporada."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.