Fábregas teme desfalcar Arsenal até o fim da temporada

Capitão e principal jogador do Arsenal, o meia Cesc Fábregas disse estar preocupado com as dores que sentiu no pé direito após cobrar o pênalti no final da partida com o Barcelona, nesta quarta-feira, pela Liga dos Campeões. O gol garantiu o empate por 2 a 2 com o rivais espanhóis, no Emirates Stadium.

AE, Agência Estado

31 de março de 2010 | 20h07

Ao final da partida, o jogador afirmou que pode ter sofrido uma fratura na perna direita, por causa da falta que levou ao pênalti. Mesmo que a fratura não seja confirmada, Fábregas acredita que vai desfalcar o time inglês até o fim da temporada.

"Temos que esperar até amanhã [quinta-feira], mas acho eu ficarei de fora pelo resto da temporada. Tenho medo de que possa ter acontecido o pior, que eu tenha quebrado alguma coisa", declarou o meia, que apesar da preocupação, está confiante em poder defender a seleção da Espanha na Copa do Mundo da África do Sul, em junho.

Fábregas disse que pode ter machucado a fíbula da perna direita quando sofreu a falta de Puyol, dentro da área. O jogador do Arsenal foi travado pelo zagueiro quando ia chutar ao gol, perto da pequena área. O defensor do Barcelona acabou expulso por causa da falta.

Na cobrança, Fábregas acertou um forte chute, quase no meio do gol, e só sentiu dores no local quando foi buscar a bola. "Quando eu fui bater o pênalti eu estava tranquilo, sem dores. Mas quando eu fui pegar a bola não consegui mais andar", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.