Fabrício destaca retorno do equilíbrio no Cruzeiro

Vetado do último jogo do Cruzeiro por causa de uma contusão na panturrilha, o volante Fabrício afirmou nesta terça-feira, em Belo Horizonte, que o time mineiro passou a subir de produção no Campeonato Brasileiro depois que encontrou o equilíbrio que faltava ao time. Em entrevista ao canal Sportv, o atleta lembrou que a equipe estava abusando do direito de perder jogadores por causa das punições com cartões.

AE, Agencia Estado

20 de outubro de 2009 | 15h06

"Depois que a gente começou a ter uma sequencia legal, o time ficou mais equilibrado. Chegou uma hora que o presidente (do Cruzeiro, Zezé Perrella) disse: ''Quem for expulso agora vai ser multado''", revelou Fabrício, que festejou o bom momento do time que é dono da melhor campanha no segundo turno da competição nacional.

"A gente vem de uma sequencia boa em casa e a última derrota nossa lá foi contra o Palmeiras. Estamos numa boa sequencia para chegar à Libertadores", disse o volante, que mostrou otimismo ao comentar a qualidade dos adversários que o time terá pela frente na reta final do Brasileirão. "Serão oito jogos em que a gente pode entrar de igual para igual contra todos e ganhar."

Fabrício também analisou a situação dos times que hoje ocupam as primeiras posições da tabela, caso do líder Palmeiras e do vice-líder Atlético-MG, assim como o Flamengo, que vem em ascensão e poderá entrar no G-4 na próxima rodada. "Eu apontaria o Flamengo como um dos favoritos ao título. O Palmeiras também é favorito. Já sobre o Atlético-MG a gente espera que não dê certo (a caminhada do time), mas tem chance também."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.