Fabrício quer oferecer vaga a Muricy

Como só a vitória do São Caetano sobre o Boca Juniors vai garantir a presença do time paulista nas semifinais da Taça Libertadores da América, o atacante Fabrício Carvalho volta a ser a grande esperança ofensiva neste jogo decisivo em Buenos Aires. Aos 26 anos, ele acha que vive a melhor fase de sua carreira e tem certeza de que o time ABC não vai decepcionar, mesmo no campo do adversário. "Nosso time já mostrou para todo mundo que tem capacidade de enfrentar qualquer adversário e vencer. Nosso objetivo é voltar da Argentina com a vaga", garantiu, demonstrando muita confiança. Fabrício, conhecido na época de Ponte Preta como "Vampirão" espera oferecer ao técnico Muricy Ramalho a classificação. Desde a chegada do técnico ao estádio Anacleto Campanella, Fabrício foi colocado como titular, tendo participado de 25 jogos até agora (11 pelo Campeonato Paulista, 10 pela Libertadores e 4 pelo Brasileiro). A sua preocupação é achar uma forma de driblar a cerrada marcação argentina. "Eles costumam não dar espaço, então o jogo fica muito no corpo a corpo. É preciso muita atenção durante todo o jogo, porque se aparecer uma chance a gente tem que aproveitar", diz ele, acreditando no sucesso do time. Muricy explica os motivos pelos quais deposita tanta confiança no atacante. Segundo ele, "Fabrício é muito forte, por isso sempre segura dois zagueiros lá na frente. Muitas vezes ele não marca gol, mas abre espaço para os outros jogadores. Além disso, é um exímio cabeceador". Fabrício e São Caetano, com certeza, viverão uma noite especial em Buenos Aires.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.