Fabrício treina e diz que deve reforçar o Cruzeiro

Depois de desfalcar o Cruzeiro contra o Botafogo com uma dor na panturrilha esquerda e passar parte da semana em recuperação, o volante Fabrício treinou sem sentir novos incômodos nesta sexta-feira e disse que deve reforçar a equipe para a partida com o Corinthians, domingo, na Pacaembu.

AE, Agencia Estado

23 de outubro de 2009 | 14h41

"Treinei e não senti nada. Acho que vou ter condições sim", afirmou o volante, que se diz tranquilo com a possibilidade de enfrentar seu ex-clube.

"A ansiedade foi grande no primeiro jogo (contra o Corinthians) aqui no Mineirão, porque, queira ou não, muita coisa se passou lá, foi o Corinthians que me mostrou para o Brasil, onde conquistei meus primeiros títulos. Mas agora estou mais tranquilo, com muita vontade de jogar. É um campo que conheço bem, em que fico muito à vontade", explicou Fabrício.

O técnico Adílson Batista confirmou que Fabrício suportou bem o treino, mas apesar do otimismo do volante, afirmou que ainda é cedo para confirmá-lo. "O Fabrício trabalhou conosco hoje (sexta-feira). Fizemos o trabalho tático, marcando e atacando, e até pedimos par intensificar a segunda parte. Amanhã (sábado) faremos de novo, para decidir se ele entra ou espera. Temos que ver se ele não sente mais nada", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.