Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians

Fagner vira opção para acabar com seca de gols de falta no Corinthians

Equipe não faz um gol de falta desde julho do ano passado

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

15 Fevereiro 2017 | 07h01

Uma das virtudes destacadas pelo Corinthians na contratação do volante Fellipe Bastos é sua qualidade na bola parada. Jadson voltou ao clube e também se destaca neste quesito. Mas quem tem chamado a atenção nos treinamentos é o lateral-direito Fagner, que pode ser o responsável por acabar com o jejum de 19 meses sem um gol de bola prata. 

Após um treino tático realizado na terça-feira, Fagner, Felippe Bastos, Moisés e Marlone foram treinar faltas frontais ao gol, que era defendido pelo jovem Diego. Os dois últimos arriscaram poucos chutes e encerraram a atividade. Fagner deu 16 chutes e marcou sete gols, acertou três bolas na trave e em duas tentativas, exigiu uma grande defesa do goleiro Diego. Foram apenas dois chutes para fora. Já Fellipe Bastos também cobrou 16 faltas e marcou apenas dois gols. 

O lateral, que teve uma chance diante da Caldense, mas não marcou, espera findar um jejum de 19 meses que o Corinthians não marca um gol de falta. A última foi no dia 9 de julho de 2015, quando o time alvinegro derrotou o Atlético-PR por 2 a 0 e Jadson fez, de falta.

“Há um tempo eu treino, na época tinha o Jadson, depois não acabava tendo muitas faltas no jogo. É importante treinar e estar como opção. O treinamento é mais para aperfeiçoar. Jadson e Fellipe Bastos têm qualidade e eu treino para poder ajudar também", disse o lateral. 

Fagner minimiza o jejum de gols de falta do Corinthians. “É difícil falar, a gente não sabe também os números desses 19 meses. Quantas faltas tivemos, com proximidade do gol, em real condição de fazer o gol? Tenho certeza de que com tranquilidade e trabalhando bastante, as coisas voltam ao normal e a gente faz gol”,  projetou.

Mais conteúdo sobre:
CorinthiansFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.