Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Fagner revela emoção ao ouvir convocação para seleção: 'Só chorei'

Lateral-direito conta momentos de ansiedade na concentração antes da lista

Fábio Hecico, O Estado de S. Paulo

23 Agosto 2016 | 09h37

Fagner sempre ouviu de Tite que tinha potencial para ser convocado à seleção brasileira. E sempre foi motivado pelo treinador para seguir lutando por seu sonho de vestir a camisa amarela. O comandante ainda não dirigia a equipe nacional, mas em sua primeira lista resolveu confirmar suas palavras e levou o lateral corintiano às lágrimas. 

Concentrado para o jogo com o Vitória, nesta segunda-feira à noite, Fagner despertou antes das sete horas ciente de que podia, enfim, ser convocado. "Fiquei no quarto caçando o que fazer, esperando a hora chegar. Recebia mensagens perguntando se já sabia de algo e nada", lembrou. "Na hora da confirmação, estava sozinho, só chorei. Minha esposa ligou e não consegui falar, uma emoção grande."

O lateral-direito já definiu como será sua postura para se firmar na seleção. "Como falei antes, tenho de continuar trabalhando, pois o mais difícil é manter. Vou manter os pés no chão, ter humildade e continuar a busca por evolução, por melhorar, para que voltem (as convocações) a acontecer", enfatizou. 

"É uma coisa nova e vou procurar aproveitar bastante, uma experiência de vida e espero que vá se prolongando. No Corinthians já tinha a visibilidade, agora é buscar alternativas para o sonho continuar acontecendo." 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.